Domingo, 22 de Novembro de 2009

Poluição sonora ou... Práticas masoquistas abusivas?!

           Já repararam no incomodo que cria levar com os altifalantes com um som arruinante a tocar musicas ainda mais arruinantes?!

          Será que é mesmo necessário ser gerada toda essa poluição sonora? Não seria muito mais sensato, a instalação temporária de pequenas colunas de som, na area envolvente à zona da festa a um volume apropriado e seguramente com maior qualidade, ou é por colocarmos os altifalantes aos berros que se atrai mais pessoas às actividades realizadas... Humm, não me parece!! Outra coisa diz respeito à "playlist" que se faz ouvir... Se é para se manter esse ruido em alto e mau som, poderia dar-se a possibilidade de todo e qualquer Neivense escolher os seus 30 minutinhos de música... Parece justo!

 

sinto-me:
publicado por fm às 18:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

Coisas da Vida

 

Provavelmente todos vocês já conhecem a sensação de se aperceberem de pessoas (normalmente mulheres idosas) que caminham por essas estradas e caminhos integralmente vestidas de preto, principalmente ao final da tarde (ou inicio da noite) quando regressam a casa após terem participado na missa. Muitos casos, vão em grupinhos de três ou quatro (nunca em fila indiana) e até se dão ao luxo de colocarem as conversas em dia, praticamente no meio da estrada. É claro, que quem (condutor) tem a sorte de apanhar um susto desses, normalmente vai-se habituando e já começa a circular pelo meio da estrada. Mas a situação que me levou a fazer este post é um bocadito diferente e até me fez repensar na vida.
Sem mais rodeios, um dia qualquer da semana passada passei por uma mulher, algures no caminho de acesso ao monte de S. Lourenço quando regressava de mais um dia de trabalho, a “rapar” ou capinar a estrada de paralelo em frente à sua porta. Tudo isto seria normal se não estivéssemos perto das 19H e a visibilidade bastante reduzida. Como qualquer nortenho comum, logo que me recompus do susto, tratei-a abaixo de cão (mentalmente claro, pois já tinha andado uns bons metros). Pensei qualquer coisa deste tipo: FXXX-XX, então a VXXX da mulher não teve tempo de capinar durante o dia e mete-se a estas horas praticamente no meio da estrada… PXXX que PXXXX!!!. Mas passou e lá fui para casa sossegado.
Hoje, exactamente no mesmo sitio, mais ou menos à mesma hora, lá estava a senhora… Como circulava calmamente, naqueles instantes em que vi o vulto, pensei dezenas ou centenas de coisas que agora não vem ao caso mas que logo de seguida as engoli como quem engole um sapinho daqueles bem gordos.
Na realidade a senhora, que devia com toda a certeza ter mais de 80 anos, estava munida de um machado e a tentar rachar um valente rolo de madeira (eucalipto, penso eu). Porquê na estrada?! Perguntam vocês… Estava a aproveitar a pouca luz que uma daquelas colunas de iluminação pública, pois não dispõe de electricidade em casa e iria precisar daquelas achas para de aquecer e provavelmente cozinhar. Todos nós sabemos como é irritante quando ficamos sem electricidade (nem que seja por uns minutos).
Onde quero rapidamente chegar, é que apesar de ser triste aquela idosa ter de efectuar aquela tarefa pesada (eu até pensei em dar uma ajudinha, mas depois tive medo de não conseguir tirar um cavaco sequer e segui viagem…) nada justifica que o faça quando a visibilidade é reduzida, expondo-se a um elevado risco de atropelamento e colocando também os outros em perigo (ou em trabalhos)!!
sinto-me:
publicado por fm às 20:40
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Portugal - Expect the Une...

. Quem disse que a vida do ...

. (A) Mensagem de Natal !!

. O desmaio das criancinhas

. Woodstock... Festival do ...

. Rescaldo não oficial da g...

. Momments, agora também ac...

. Praias de Bandeira Azul 2...

. Fóssil de sereia exposto ...

. Conto de fadas, à moda da...

.arquivos

. Julho 2015

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds